Home / REFLEXÕES / EXISTÊNCIA

EXISTÊNCIA

EXISTÊNCIA – por Hudson A. R. Bonomo

A sutileza de nossa existência, a fragilidade da alma, a rigidez das relações humanas, o andar sozinho, o andar calado, o caminhar sorrindo. Quanta coisa acontece ao nosso redor, nem sempre perceptível, mas sempre intuitiva, e dependente: do quanto estamos dispostos a nos conhecer melhor.

Permitir-se não é tão simples assim, a liberdade não é somente adquirida, mas é conquistada. Um pouco a cada dia, às vezes tranquila, às vezes em conflitos, mas não pode ser jamais interrompida por nada, nem por ninguém. É um processo sem volta, não há passos para trás, avance mesmo que pouco, mas siga.

Ouvi de uma amiga que eu “precisava dar-me uma permissão de liberdade”, e isto tem realmente acontecido mais lento do que desejo, mais rápido do que imaginava, não como uma procuração, mas como um tratado.

Pois há muita coisa a descobrir, muitas dúvidas, poucas certezas, mas muito desejo. E o desejo é chave, é alegria, é força, move, mas não define. O que define é a reflexão e o que fica é mais do que a emoção
ou a razão, é a experiência de viver.

Esta reflexão precisa ser simples? Sim, precisa! Precisa ser complexa? Depende do seu ser, mas a complexidade não é um inimigo, mas como um recheio em um bolo que pode ser delicioso ou azedá-lo. Precisa ser planejada? De forma alguma, pode ser involuntária. Precisa de parcerias? Sim, precisa e muito! Nestas parcerias podemos encontrar valiosa ajuda, mas não promover dependências, mantenha-se livre. Mantenha-se você. Exista como ser humano e permita-se duvidar.

Com certeza, nada é por acaso, repetindo: nada, é por acaso!

Veja Também

IDENTIDADE SOCIAL

IDENTIDADE SOCIAL – por Hudson A. R. Bonomo A construção da identidade é social e …